Palestra: Corpo e Pensamento em Nietzsche e Spinoza, sábado, dia 04/06, às 10 horas




Segundo Nietzsche (1844-1900), o desprezo do corpo pela tradição filosófica ocidental corresponde ao que ele define como “história escondida da filosofia”. O cansaço de viver gerou valores niilistas, ou seja, valores que negam a realidade. Portanto, a geração dos valores não está dissociada do modo como o homem vive. Para Spinoza (1632-1677) tudo que existe se esforça para perseverar na sua própria natureza. O esforço do corpo é para aumentar suas conexões com outros corpos; o esforço da mente é para produzir ideias e conhecer adequadamente. O nosso corpo, por se relacionar com outros corpos (sonoros, olfativos, gustativos, táteis, visuais), tem um favorecimento ou um constrangimento da sua potência de agir e, simultaneamente, a nossa mente, que está unida ao corpo, alegra-se ou entristece-se de acordo com o favorecimento ou com o constrangimento da potência do corpo.


 Evento gratuito - Vagas limitadas

Data: sábado, 04 de Junho, das 10h às 12h (com coffee break)

Confirmar presença pelo e-mail cursos@pontoaproducoes.com.br

Endereço: Av. Queiróz Filho 1700 (sala de reuniões e treinamentos), Vila Leopoldina, São Paulo. Próximo ao Parque e Shopping Villa Lobos. Estacionamento no local. Fácil acesso.


Informações: (11) 4063-6687 / 9239-0087

Comentários