Palestra e lançamento de livro em Junho



Palestra “Nietzsche e o mundo contemporâneo”, seguida de lançamento do livro “Introdução à filosofia de Nietzsche”


Data: segunda-feira, 07 de Junho de 2010
Horário: das 19h às 21h
Local: Livraria Capítulo 4. Rua Tabapuã 830, Itaim Bibi, São Paulo – ver mapa

ENTRADA GRATUITA
Confirmar presença pelo e-mail contato@capitulo4.com.br

Sobre a palestra:

Segundo Friedrich Nietzsche (1844-1900), os valores que são reproduzidos pelo homem contemporâneo são sintomas de um movimento de abandono da vida. Submetido ao ressentimento e à interiorização dos seus impulsos ativos, o homem torna-se cada vez mais enfraquecido, doente e dependente de uma organização exterior à sua própria potência. Para Nietzsche, é necessário que o homem transmute o seu modo de desejar para criar valores que sejam imanentes à vida. O eterno retorno da vontade de potência surge, portanto, como redenção de todo passado, como afirmação do acaso e como nascimento de um amor à vida.




Sobre o livro:

Segundo Nietzsche, como o mundo é vontade de potência, sem origem e finalidade, o sentido e o valor criados por nós mesmos nos conecta ao absoluto, ao eterno retorno da vontade de potência. O eterno retorno do “sem sentido” da existência nos coage a criar sentido e valor. Ou criamos ou, então, perecemos. Se o artista vivesse num mundo acabado, sua existência seria inútil, pois não teria o que criar. O homem que se supera demonstra que a multiplicidade de forças que coexistem nele se expressa de muitas maneiras, rompendo com as noções de “ser”, “identidade” ou “eu”. O seu “Eu quero” combate, de modo permanente, o “Tu deves”. Contra qualquer censura moral, ele continua adiante naquilo que deseja para elevar o que já quer ao máximo que pode. Esse seu bem, por expressar a sua singularidade de sentir, de conhecer, de avaliar, de viver, é sempre algo que não se confunde com o “bem” comum da moral.

FICHA TÉCNICA:
Introdução à filosofia de Nietzsche
Por: Amauri Ferreira
Editora: Yellow Cat Books. 128 págs.

Comentários